terça-feira, 24 de janeiro de 2012



Sensibilidade

Sou feita de amor, não se engane.
A sensibilidade à flor da pele me traduz...
Sou rio de corredeiras
mansas,sou a carícia onde
há secura de afeto, onde há ausências...
Sou a palavra amiga que brota em sonhos
perdidos...Sou plena em encantos
quando apaixonada...
Sou mesmo a que verte lágrimas na saudade
e guarda o sorriso para a esperança...
Sou metamorfoses e tenho o colorido das
borboletas...Sou a constante na
Paz e Isso tudo de amor Fascina-Me...
E é isso tudo que me
Faz feliz a cada respirar...

(Cida Luz)

5 comentários:

Arnoldo Pimentel disse...

Parabéns poetisa por tão lindo poema, beijos.

Talita disse...

muito lindo!!! bjss

Brisa do Mar disse...

Lindo poema!Parabéns!

Andréa Alvares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andréa Alvares disse...

CIDA LUZ É MARAVILHOSA, GRATA POR TEREM GOSTADO, BJUS