sábado, 23 de abril de 2011

Sou transparente demais
pra tentar esconder minhas emoções
pendurei meus desejos no varal
para refrescar minha alma de tanta espera.
E nas virtudes da minha solidão,
é onde procuro você.
Você está em mim,
de uma forma tão intensa
que se tornou uma segunda pele,
da qual eu necessito
para obter um ponto de equilíbrio
que me aquece e afasta o frio da razão
realidade minha amo você.

ANDRÉ RUIZ

4 comentários:

Zé Carlos disse...

Andréa, desejo a você também uma linda Páscoa sempre muito feliz com amor no coração....

Bjs do ZC

∞ Anα Sσρhiα disse...

Oi amr , passando pra dizer que tô seguindo e que adorei o blog !
Me sege de volta ? É fiz o blog recente e tô a procura de seguidores.
Kiss .

http://os-dias-de-sophia.blogspot.com/

http://gritos-do-meu-silencio.blogspot.com/

Rosa Mattos disse...

Olá, Andréa, bom dia!

Legal o poema, apaixonante linhas. Peles que se misturam. O amor se difunde, às vezes confunde, mas quase sempre funde dois♥em um.

Querida, um lindo domingo de Páscoa.

Beijos!!

Monisa Alves disse...

Nossa ler este poema é como ver my eu esternando na mais perfeira lirica :)
Parabéns de uma seguidora assidua
bjux