domingo, 13 de março de 2011

A cada saudade...



Absorvo o teu ar melindroso que
desperta-me calor e desejos
desobedientes...
Consegues fazer-me nula de
razões que só abraçam as emoções
de te amar...
Em delírio suave de paixão, sinto
os carinhos que pouco se aquietam
no coração e soluçam por ti,
por teu corpo, tua boca...
E eu quero soltar-me nesse chamego
de amor que faz folia em meu
peito...Esse amor tão meu e que sem
esforço vou largando em ti,
em tua vida a cada pensamento e
apaixonadamente,
a cada saudade...

(Cida Luz)

2 comentários:

paullamor disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Andréa Alvares disse...

Ti bju querido.